Vacinômetro atualizado em: 26/04/2022

Vacinas recebidas
4.524

Data da última vacina recebida: 23/04/2021

Vacinas aplicadas
13.721

Data da última vacina aplicada: 25/04/2022

Estatística por tipo de dose

Descrição Quantidades recebidas Quantidades aplicadas Porcentagem
1ª DOSE 2.822 6.947 246,17%
2ª DOSE 1.702 6.513 382,67%
DOSE ÚNICA 0 238 inf%
DOSE REFORÇO 0 23 inf%

Evolução de doses aplicadas nos últimos dias

Estatística da vacinação por categoria

1 - PROFISSIONAIS DA SAÚDE: 8
2 - IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS: 12
PROFESSORES: 0
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS: 30
PESSOAS COM COMORBIDADES: 0

Transparência da vacinação

Algumas movimentações

Categoria
Sub categoria
Vacina Dose(s) recebida(s) Mais
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
2 - IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS
IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS.
FIOCRUZ/OXFORD/ASTRAZENECA 2 DOSES
2 - IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS
IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS.
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 70 A 74 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 60 A 64 ANOS
FIOCRUZ/OXFORD/ASTRAZENECA 1 DOSE
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 60 A 64 ANOS
FIOCRUZ/OXFORD/ASTRAZENECA 1 DOSE
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
2 - IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS
IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS.
FIOCRUZ/OXFORD/ASTRAZENECA 2 DOSES
1 - PROFISSIONAIS DA SAÚDE
OUTROS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
2 - IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS
IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS.
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 60 A 64 ANOS
FIOCRUZ/OXFORD/ASTRAZENECA 1 DOSE
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 70 A 74 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
2 - IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS
IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS.
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 60 A 64 ANOS
FIOCRUZ/OXFORD/ASTRAZENECA 1 DOSE
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 60 A 64 ANOS
FIOCRUZ/OXFORD/ASTRAZENECA 1 DOSE
1 - PROFISSIONAIS DA SAÚDE
ACS, ACE, VISITADORES DOMICILIARES, ENFERMEIROS, TÉCNICOS DE ENFERMAGEM E MÉDICOS DA ESF.
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - PROFISSIONAIS DA SAÚDE
AUXIIAR DE ENFERMAGEM
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 70 A 74 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - PROFISSIONAIS DA SAÚDE
ACS, ACE, VISITADORES DOMICILIARES, ENFERMEIROS, TÉCNICOS DE ENFERMAGEM E MÉDICOS DA ESF.
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
2 - IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS
IDOSOS COM 75 ANOS OU MAIS.
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 70 A 74 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 60 A 64 ANOS
FIOCRUZ/OXFORD/ASTRAZENECA 1 DOSE
1 - IDOSOS COM IDADE ENTRE 60 E 74 ANOS
IDOSOS DE 65 A 69 ANOS
BUTANTAN/CORONAVAC 2 DOSES
Clique aqui para ver todas as movimentações do vacinômetro

Perguntas e respostas

Sim, ela é disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), atendendo a ordem dos grupos prioritários. Por isso é importante ficar atento e não cair em golpes, pois não houve liberação de venda no Brasil.

Os idosos foram incluídos entre os grupos prioritários para receberem a vacina, com uma divisão por faixa etária. Passando esta primeira etapa, o próximo grupo que está na fila são as pessoas de 80 anos ou mais, seguidas pela faixa dos 75 aos 79 anos; de 70 a 74 anos; de 65 a 69 anos; de 60 a 64 anos. O cronograma ainda não foi definido, mas a Secretaria de Estado da Saúde irá divulgá-las assim que o Ministério da Saúde disponibilizar novas doses.

A segurança e eficácia das vacinas não foram avaliadas nesses grupos, mas estudos em animais não demonstraram risco de malformações. Para as mulheres pertencentes ao grupo de risco, a vacinação poderá ser realizada após avaliação cautelosa dos riscos e benefícios e com decisão compartilhada entre ela e o seu médico prescritor. Para aquelas que forem vacinadas inadvertidamente, cabe ao profissional tranquilizá-las sobre a baixa probabilidade de risco e encaminhar para o acompanhamento pré-natal.

Os testes clínicos das duas vacinas aprovadas até agora pela Anvisa não contemplaram menores de 18 anos. Por isso, enquanto não houver estudos mais completos que incluam essa população, as crianças e adolescentes não estão no público-alvo que será imunizado. Após os resultados dos estudos clínicos da fase III, essas orientações podem ser revistas.

Pode. Não há evidências, até o momento, de qualquer risco com a vacinação de indivíduos com histórico anterior de infecção ou com anticorpo detectável para SARS-CoV-2. Além disso, como há casos de reinfecção e mesmo novas variantes do vírus circulando, ainda não existem evidências de que quem pegou a doença já esteja automaticamente imunizado.

A vacinação é um pacto coletivo, que há décadas têm salvado milhões de pessoas de serem contagiadas e morrerem por doenças virais. Isso significa que quanto mais pessoas tomarem a vacina, menos o vírus circula no ambiente, evitando que aquelas que por algum motivo não podem ser vacinadas sejam contaminadas. Por isso, quanto mais pessoas se imunizarem, mais fácil será de conter a disseminação do coronavírus. O PNI estabeleceu como meta vacinar ao menos 90% da população alvo de cada grupo, uma vez que é de se esperar que uma pequena parcela da população apresente contraindicações à vacinação.

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito